POR Henrique Oliveira 5 ANOS ATRÁS
COMPARTILHE

Por Henrique Oliveira

saude@blogdacomunicacao.com.br

Fonte:  ultimosegundo.ig.com.br

Fonte: ultimosegundo.ig.com.br

Nesta segunda feira, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a ANVISA, publicou por meio do Diário Oficial da União, a proibição do uso do chamado cigarro eletrônico como forma de combate ao tabagismo. A decisão se ancora na falta de comprovação científica da eficácia do produto e é, no mínimo, bastante polêmica.

O cigarro eletrônico foi inventado pela empresa chinesa Golden Dragon Group e, num primeiro momento, foi tido como uma boa alternativa ao tabagismo. O equipamento, que tem forma e aparência de um cigarro comum, é composto por um inalador, um cartucho, um chip e uma bateria recarregável. Devidamente montado, o equipamento emite um vapor com gosto parecido com o de tabaco teoricamente não prejudicial à saúde, e reproduz, no fumante, a sensação de estar inalando fumaça verdadeira. Até aí tudo bem. Seria mesmo muito bom que um invento como esse pudesse combater os males e prejuízos que o cigarro causa em milhões de pessoas ao redor do mundo. Tabagistas convictos e inveterados viram nessa invenção uma boa oportunidade para largar o hábito de fumar. No entanto, uma análise realizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) descobriu diversas substâncias tóxicas envolvidas na fabricação do cigarro eletrônico, o que levou a organização a recomendar sua proibição.

 O Brasil foi um dos países que seguiram a recomendação da OMS e já proibiu o uso do equipamento como forma de tratar o vício do cigarro. Afinal, conforme publicado pelo UOL Notícias, “de acordo com estudos realizados pela FDA, agência equivalente à Anvisa nos Estados Unidos, os dispositivos do cigarro eletrônico são 1,4 mil vezes menos cancerígenos do que o cigarro convencional, mas ele contém produtos químicos que podem trazer danos à saúde, como o nitrosamina e dietilenoglicol, substâncias cancerígenas que servem para dar sabor ao fumo. Por isso, o cigarro eletrônico também está proibido nos Estados Unidos”.

 Em outras palavras, o cigarro eletrônico não é tão eletrônico assim. Ao reproduzir o gosto do cigarro comum, a invenção reproduz também alguns de seus efeitos maléficos, e isso, para um equipamento que se diz saudável, é, para muitos, intolerável. Porém, uma questão paira em torno de toda essa discussão: será que não seria melhor fumar um cigarro 1,4 mil vezes melhor para saúde dos tabagistas? Nesse caso, os benefícios não superariam os malefícios? Não dá para saber. Até porque ninguém em sã consciência irá viajar ao exterior para experimentar um “maço” da engenhoca…

TAGS: , , ,

83
COMENTÁRIOS
MAIS SOBRE Henrique Oliveira
Jornalista e blogueiro, atualmente Henrique é editor do site Incomode-se. Tendo experiência com leitura de peças fílmicas e culturais. É, também, autor de artigos publicados nas áreas de comunicação, política, Ciências Sociais Aplicadas. É cinéfilo convicto! Na literatura interessa-se por grandes obras da literatura mundial, indo desde Machado de Assis até Falkner! No debate procura o que foge do consenso. É intensamente instigado pela iquietude do diálogo a pelas portas abertas das novas idéias. Por isso, está, também, sempre aberto a novas parcerias e debates!
CONFIRA TODOS OS POSTS DO AUTOR
  • TIJUANO

    Excelente o texto.
    É necessário que a grande maioria das pessoas saibam disso, como é de conhecimento de todos a simples proibição de comercialização não inibe a utilização do produto em território nacional, aqui na região onde moro, Mato Grosso do Sul, é porta de entrada para tudo o que é proibido. Seria interessante uma massificação da informação, uma vez que a grande maioria das pessoas são desinformadas sobre os malefícios do produto apresentado.

    • http://e-tudo.mercadoshops.com.br Wilson t. bonani

      Todos abem que no Brazil, somente o dinheiro vale, a proibição é feita por especulação da industria tabagista, eu utilizo o cigarro eletronico e vendo a cerca de 3 meses, estou fumando 2 carteiras do analogico por semana e antes fumava 1 por dia, e posso fumar em todos os ambientes, e o melhor de tudo minha vida esta muito melhor, tenho folego e não tenho mais problemas com preção alta.

      • Ricardo Lopes

        Wilson, tome cuidado com a venda de cigarro eletrônico, enquadra-o como tráfico ou descaminho. O produto pode salvar vidas, como a minha foi salva, mas o Brasil está realmente, como você disse, preocupado com o dinheiro que vai entrar em cofres públicos da enorme arrecadação provinda do tabaco. O problema é que lei é lei, eu também tive vontade de comercializar, para ajudar as pessoas, mas o que faço é recomendar, cada um pode encomendar seu kit dos EUA sem problems, no máximo uma tributação na receita federal dos aeroportos. Mas repito, tome cuidado!

        • Tosco

          Nao fale bobagem seu Ricardo Lopes. O produto nao contem substancia ou droga ilícita, logo nao é tráfico. Tampouco é medicamento, entao tambem nao há crime de venda de remédio adulterado ou regulado. Aliás, não há crume algum no comercio. O que pode haver é irregularidade administrativa.

  • Pedro Paulo

    Estou meio sem tempo, mas mandei um email para vocês.. aqui em Belo Horizonte conheço também algumas pessoas que revendem este produto. Já experimentei-o e particularmente, como fumante(não me vangloriando por isso) o produto não é nada do que parece ou promete. Pelo visto, além de fazer passar raiva faz mais mal.. rs

  • http://seuluiz.blogspot.com Luiz Antonio Andre

    Muito importante esta notícia. Tem muitas pessoas que tentam qualquer coisa para parar de fumar. Particularmente acho que basta a vontade de parar.

    Abraços

    • Fumante

      não deve ser fumante…

    • Boris

      Eu fumei por 30 anos e parei com a maior facilidade e gracas ao cigarro eletronico. Eu nao uso mais os analogicos.

      • Lina

        Eu também estou fumando muito menos desde que fumo o cigarro electrónico e recomendo, pois dá saude á carteira e também tem menos sustâncias cancerigenas que o tabaco. Agora o Governo ganha muito dinheiro com a venda do imposto sobre o tabaco e as tabaqueiras também, é normal que não achem piada a este cigarro.é o meu parecer………………

  • Pingback: Fique por dentro Eletrônicos » Blog Archive » CIGARRO ELETRÔNICO É PROIBIDO NO BRASIL » Saúde » Blog da Comunicação

  • Guilherme Freitas

    Esse cigarro eletrônico não vai fazer um fumante largar o vício do cigarro. Nada substitui um vício, se o cara quer fumar cigarro ele vai fumar um de verdade. Esse ai é coisa de momento.

    • Ravengar

      Guilherme, conheco dezenas de pessoas que param de fumar com o cigarro eletronico, vc esta falando besteira!

    • Ricardo Lopes

      Incorreta afirmação. Eu passei a utilizar o cigarro eletrônico após vários anos utilizando aquela desgraça de palitinho branco assassino. Hoje me sinto muito melhor, em todos os aspectos. Várias pessoas gostaram do produto que adquiri e compraram também, 90% delas pararam de fumar o cigarro normal, o produto é bom sim.

      • Marindia

        Boa tarde

        Ricardo, qual a marca que você comprou e qual o site.

        Att;Marindia

         

      • mauri floresta

        concordo plenamente, eu estou fumando o cigarro eletronico ha dez dias e estou sentindo um bom resultado. Melhora o apetite, sinto agora o paladar dos alimentos e tambem mais disposição. Engraçado eles proibirem o cigarro eletronico que o malefício é de noventa por cento a menos que o cigarro e o cigarrinho maldito liberado em todo lugar do Brasil e Pais sem vergonha que só pensa em cobrar impostos…

        • Olavo

          É Mauri…. esse é o nosso país!!
          A anvisa proíbe o cigarro eletrônico com a afirmação de que faz mal a saúde….a própria matéria acima afima que faz menos 1,4 mil vezes menos…..e a própria anvisa não proíbe o cigarro normal……só ha uma forma de entender isso!!
          O que acontece é que com o cigarro eletrônico a receita de impostos que o governo arrecada da industria tabagista, iria aos poucos diminuir e muito com o uso liberado do cigarro eletrônico. E como a anvisa não ta nem ai pro povo e sim preocupada com o governo e sua arrecadação…..é isso que ela faz…..proíbe e pronto….mesmo que faça menos mal!!

    • Borges

      Cara, fui fumante por 17 anos, nunca tinha passado um dia sem o cigarro. Hoje ha quase 6 meses nao suporto mais o cigarro. Certo dia, com 3 meses eu acho, tentei fumar um cigarro, no primeiro trago vomitei as tripas…. Entao acho que pra quem nao fuma e nunca fumou nao deve dar opiniao…

    • Claudio Bacildo

      Não comente sobre o que não sabe, muitas pessoas param de fumar usando o cigarro eletrônico!

  • http://www.saudepub.blogspot.com Raquel Costa

    Muito interessante seleccao de artigos.

    • Pqp

      Moro no esterior e posso garantir que o sucesso desse cigarro por aqui, é impressionante! As substancias perigosas citadas acima, não fazem mais parte da composição do mesmo, os ingredientes são a glicerina, aromas ( os mesmos usados na fabricação de doces ) e para o efeito “fumaça”, a substancia usada é a mesma que usam para fazer a fumaça de shows e discotecas

      • Pqp

        Perdão pelo erro gramatical…exterior!

  • http://www.dubacn.com katya

    Você quer saber mais sobre cigarette.http eletrônica: / http://www.dubacn.com /. nós somos vêm da China

  • ANDREA CARVALHO

    UM ABSURDO ESSA PROIBIÇÃO DE COMERCIALIZAÇÃO DO CIGARRO ELETRÔNICO, UM PRODUTO Q NÃO É DE TODO ISENTO DE MALEFÍCIOS, MAS É INFINITAMENMTE MELHOR Q O CIGARRO, PRINCIPALMENTE P PESSOAS COMO EU, FUMANTE INVETERADA. DEIXEI O CIGARRO E O TROQUEI POR ESSE PATCHE DE INALAÇÃO, POIS É ISSO O Q É, UM PATCHE. fOI SÓ ASSIM Q CONSEGUI LARGAR O VÍCIO. fUI DIMINUINDO A QUANTIDADE DE NICOTINA, ATÉ FUMAR ATUALMENTE O E-CIG SEM ELA. SUPER APROVADO

    • PAULO FORTUNA

      CADA VEZ SINTO MAIS VERGONHA DE SER BRASILEIRO,BEM SOU FUMANTE A 15 ANOS E O GOVERNO PROIBE O CIGARRO ELETRONICO PELO SIMPLES FATO JÁ PENSOU SE TODOS OS FUMANTES UTILIZAREM O CIGARRO ELETRONICO COMO IRAM RECEBER OS MILHÃOS QUE A INDUSTRIA DE CIGARRO DEIXA PRO GOVERNO MENSALMENTE…
      ELE É 1,4 MIL VEZES MENOS PREJUDICIAL DO QUE O CIGARRO CONVENCIONAL E O GOVERNO DIZ QUE ESTA MUITO PREOCUPADO COM A SAUDE A CLARO QUE ESTA… POR ISSO PERMITE O FUMO CONVECIONAL…. PURA IPÓCRESIA VAMOS CONTINUAR FUMANDO AS INDUSTRIAS DE CIGARRO CONTINUAM VENDENDO O GOVERNO ENCHENDO OS CAIXAS DE DINHEIRO POR QUE O GOVERNO ESTA PREOCUPADO COM A NOSSA SAUDE…FUMO O CIGARRO ELETRONICO E FAZ 4 MESES QUE NÃO COLOCO UM CIGARRO CONVENCIONAL NA BOCA MAS TALVEZ SEJA MELHOR O OUTRO QUE ALEM DE SER 1,4 MIL VEZES MAIS PREJUDICIAL A SAUDE AJUDA O NOSSO QUERIDO GOVERNO A FATURAR COM O IMPOSTO COBRADO BRASIL EU TE ADORO!

      • Fumante

        é exatamente isso que eu penso, Paulo!
        a ANVISA é quem aprova ou não a proibição da comercialização de um produto. Pensando na proibição dos e-cigs, mediante ao fato de serem nocivos à saúde, pq então eles não proibem a comercialização dos convencionais???
        PURO INTERESSE!!!

        • mauri floresta

          é meu amigo, os convencionais que nos mata o governo fatura trilhões com impostos..Salve o Brasil, o país é lindo mas governado por ladrões…

      • Luiz Carlos

        Desculpe mas, “IPÓCRESIA” doeu um pouco!

      • Serpa

        Não é ……!!!!!

      • Ricardo Lopes

        E o pior Paulo, incentiva o fumo do cigarro convencional e não investe o dinheiro arrecadado da produção do tabaco em saúde, vai tudo pro bolso da garotada lá de brasília. Uma vergonha mesmo ser Brasileiro, isso podia resolver vários problemas de saúde que o Brasil possui. Não é verdade que médico sempre pergunta se você é tabagista ou não? Por que será? O diagnóstico médico será feito levando em consideração a sua resposta, e o tratamento será diferente em muitas vezes. Tabagismo é um assassino oculto, e a garotada acha bonito dar uns tragos, principalmente pro bolso deles.

    • mauri floresta

      o problema maior amiga é que nosso país é um país de ladrões que só pensa em impostos e não na saúde do povo. O cigarrinho maldito continua dando o maior lucro para esses vagabundos….

  • Danilo Fumante

    É UMA VERGONHA !!!!! POR QUE NÃO É PROÍBIDO OS CIGARROS COM MAIS DE 1.400 SUBSTANCIAS MALÉFICAS.

    O QUE SERÁ QUE O GOVERNO DEVE GANHAR ATRÁS DA NÃO PROIBIÇÃO E DO CIGARRO ELETRONICO ELE NAO GANHA ……. O IMPOSTO É LOGICO …….

    • José Eleuteério Moreira

      Quem fuma é um mágico consegue transformar o dinheiro em fumaça

      • Fumante

        José, vai **********…*** não sabe o q fala, fica quieto!

      • dias

        e o jose tambem é magico ele faz sumir uma pic@ de 25 cm com o r@bo!!!

      • Não fumante

        Zé 10 sua colocação.
        Quem discorda ou ofende é pq é fraco e não consegue parar de fumar.

    • mauri floresta

      Natural você acha que eles estão pensando na nossa saúde esse bando de vigaristas que se dizem políticos.

  • thiagO°

    Culundria do governo? imagiiiiiiina, bobaaagem! hahaha. “que VERGONHA de ser brasileiro” [2]
    Enfia os milhões ganhos em cima pelo impostos dos cigarro no C*!!

  • Paulo

    Certa vez,reclamando com um colega, que é funcionário da Anvisa, sobre a classificação que foi dada ao Modafinil, ele me disse que “sob a gestão do PT, se tem um rato no sofá a Anvisa opta por por fogo no sofá”. Não era de se esperar que fosse diferente com o cigarro eletônico.

    Também estranho se comparar com decisões do FDA, orgão de um país onde estão os maiores fabricantes de cigarro, e onde, como se sabe, o lobby é que dá as cartas na política e decide sobre a vida das pessoas. Alguém tem um parecer da Holanda, Alemanha, Inglaterra ou de algum lugar onde ele é permitido?

    O lobby por aqui também deve ter sido pesado, não só de fabricantes de cigarro como tb de repositores de nicotina, e outros Champix da vida.Já pensaram em quanto em imposto pode deixar de ser pago, nos milhares de agricultores que vivem da plantação do fumo, e em todo o sistema de fabricação, distribuição e comercialização que envolve milhares de trabalhadores? “Bota logo fogo no sofá, companheiros!!!!”

    É realmente um absurdo não podermos dispor deste mecanismo que pode nos ajudar a largar o vício do cigarro! As pessoas que acham que ele não adianta, que o certo é parar de fumar, provavelmente não fumam e não sabem o que é o vício (e a angústia)de fumar. Certamente devem achar tb que alcoolismo é “falta de vergonha na cara” e que homossexualismo é doença.

    Os “senhores” da Anvisa, de agora em diante, deveriam se sentir culpados e serem responsabilizados por cada morte provocada pelo cigarro; afinal, não nos deixaram tentar não morrer.

    E não adianta reclamar, como se diz, cada povo tem os líderes que merece.Êta povinho ordinário…

    • RAFAEL

      Aderi ao cigarro eletronico e estou pela primeira vez na vida sem fumar o analogico há 30 dias sem nenhum esforço! E o melhor acabou as tosses, o dor no peito até a pele melhorou!

      VAI TOMA NO CU ANVISA!

      • Ricardo Lopes

        VAI TOMAR NO CU ANVISA!

        • Dillemom Recla

          o mesmo

  • Paulo

    Corrigindo o Danilo, o cigarro comum tem mais de 4.500 substâncias tóxicas (provocadas pela combustão) e o cigarro eletronico foi considerado peo FDA 1.400 vezes menos cancerígeno que o convencional.

  • LUCIANO

    É um governo de merda, que aceita que milhões fumem livremente, e quando algo pode amenizar os danos causados querem indícios de que não faz mal a saúde, sou fumante a 20 anos já tentei com champix, ziban, não consegui, se há um equipamento que diminua o mal que fazemos e sabemos que fazemos, não o fazemos por achar bonito, mas por ser vício (aos inúmeros imbecís que falam sem saber que de cada 10 que tentam parar 9 voltam)então que seja liberado, se houver uma única chance de que uma única pessoa em todo o Brasil pare de fumar usando este equipamento, já terá valido a pena…País de Hipocritas, que aceita milhões de uma indústria que mata sem dó, e hoje diz que a culpa é do fumante, e os anos em que nas novelas, filmes, era lindo fumar, e as inúmeras propagandas, milhões em patrocínio, médicos que diziam que fazia bem, cade a responsabilidade do governo que deixou e ainda deixa a venda e não paga tratamento…um aidético tem tratamento pago pelo governo, quem quiser parar de fumar terá que tentar com algum dos tratamentos que fiz, que além de caríssimos, são ineficazes, senhores juízes, mp, intervenham, liberem o e-cigarro….se faz menos mal do que os que eu fumo hoje, tenho direito a ele.

  • paulo

    a quem tiver inteiresse meu msn ou email é ansirocantera@hotmail.com , VENDO CIGARROS ELETRONICO com os refils para 2 meses de duração, por r$ 100,00 sem dúvida além de ser muito semelhante vai fazer vc substituir e parar é só ter força de vontade digo isso por mim fumante a 17 anos e parei.

    • pamela

      olha verdade meu pai fuma desde os 15 anos dele e agora ta fumando esse cigarro eletronico e parou de fumar ate a saude dele melhorou

    • Etelvino Gil

      como faço para comprar cada refil dura 2meses porfa favor mande essa resposta no meu imail etelbila@hotmail.com

  • nathan

    o e-cigarro foi proibido como alternativa para parar de fumar, talvez como um remedio sei la .
    ou foi proibido msm tipo maconha sei la ??

  • http://www.cigarroseletronicos.net Jonas

    Subtitui sim, eu fumava a 15 anos e agora so fumo o cigarro eletronico, e mudou tudo, ja nao suporto o cheiro do cigarro normal.

    Comprei no

    impecavel

    http://www.cigarroseletronicos.net

    • pamela

      aham meu pai tbm odiou o cheiro e nao consegue mais pegar o cigarro comum!!!!!!kkkkkkkkk eu adorei

  • csatlmk

    Nao tem cabimento essa proibicao do ponto de vista da saude do povo, da para entender, claro, e bem provavel isso, que essa pribicao veio por causa das grandes industrias do tabagistas que matam milhares de pessoas no mundo todo. Enfim minha gente, nao sou fumante, nao tem misterio nenhum e no meu entendimento nem motivo para polemica existe, pois o cigarro eletronico de longe, mas muito longe mesmo e melhor alternativa para quem quer continuar fumando mecanicamente ou nao consegue parar e o que eu considero ainda mais importante o fato de nao intoxicar pessoas e criancas proximas ao fumante, nao deixar cheiro em ambientes, roupas e boca, enfim nao precisa nem pensar muito, QUAL A LOGICA DE PROIBIR CIGARRO ELETRONICO E LIBERAR CIGARRO CONVENCIONAL? enfim fica para reflexao, mas e uma otima alternativa na minha opiniao. csatlmk@hotmail.com e-cig R$99,00

  • paulo s. josé

    isso tem a ver com lobby das tabaqueiras. só isso…

  • Luiz Carlos

    Acredito ser muito cedo para aparecer as consequencias dos ecigarettes, os outros já se conhecem a séculos.
    Uma coisa é certa, o nosso governo está talvez monitorando quanto aos impostos. Se os ecigarettes não for tao prejudicial a saúde ou pelo menos 10% menos prejudicial, os fumantes podem migrar e os fabricantes podem pressionar o governo ou pagar pessoas de jalecos brancos a falar ou inventar argumentos para que esse novo produto seja proibido. E aí passa a ser combatido até com força policial! rsrs.

  • Erick

    Bom pra começar o artigo ja começa errado.
    os e-cigs ( cigarros eletronicos ) nao sao utilizados pra parar de fumar e sim como uma alternativa pro tabagismo
    algumas marcas ( uma ou duas pelo que eu saiba ) promovem seus e-cigs como uma forma de parar

    mas soh o fato de trocar o tabaco pelo e-cig em si jah eh parar de fumar, pq quem usa o e-cig nw fuma e sim inala vapor, oq nw eh fumaça ( fumar vem de fumaça) quem usa e-cig vaporiza e eh sim uma forma eficaz de largar o cigarro normal, eu mesmo larguei faz mais de uma semana, dsd q recebi a encomenda do meu e-cig nunca mais acendi um cigarro e to muito feliz com isso

    em segundo, a FDA ( food and drug administration ) tentou proibir a entrada e venda dos produtos relacionados ao cigarro eletronico, mas nw tiveram sucesso
    eles tbm fizeram algumas experiencias com o cigarro descrito nesse artigo q foi feito pelo OMS, oq nw eh verdade, foi feito pela propria FDA que realmente detectaram algumas substancias cancerigenas em alguns produtos ( acho q duas marcas do liguido que é utilizado no e-cig ) mas a qntidade eh baixissima, como um doutor disse em um video q assisti sobre isso, tao baixas q estao apenas no nivel a ponto de ser detectados
    mas esses experimentos foram feitos de uma forma nao eficaz, apenas pra dizerem que experimentos foram feitos
    e mesmo que tenham essas substancias em baixissimas qntidades, eles acham melhor as pessoas voltarem pro tabaco?!

    enfim, sem sucesso com a proibiçao nos EUA por falta de provas que os e-cigs realmente sao maleficos aos usuarios e que mais estudos seriam feitos de forma eficaz e imparcial, ate que se descubra se realmente o e-cig traz algum mal a proibiçao foi VETADA

    de novo vou lembrar q o uso do e-cig eh uma alternativa pro tabaco, alternativa mais saudavel, sem as mais de 4 mil substancias nocivas ( sendo pelo menos 40 delas cancerigenas ) e sem fazer mal pra pessoas em volta pq ao contrario do cigarro, nw afeta ninguem ao redor pq nw tem FUMAÇA, assim ninguem fuma de tabela

    e-cigs sao apenas um sistema de entrega de nicotina, assim como o cigarro ( tabaco em geral ) gomas de nicotina , adesivos etc

    pra todos aqueles q conseguiram trocar o cigarro pelo e-cig como eu foi uma vitoria e infelizmente o governo tem q meter o dedo sujo no meio e proibir o e-cig

    e pq vcs acham?

    DINHEIRO!!!!!!

    o governo ganha qntias absurdas com o comercio do tabaco e derivados pela cobrança de impostos, sem contar q o Brasil é o maior produtor ( ou um dos maiores ) de tabaco do mundo e existe muito dinheiro em volta disso e as grandes companias de tabaco nw estao nada felizes com isso simplesmente pq o cigarro eletronico eh uma maneira eficaz de largar o tabaco de vez

    infelizmente o mundo eh assim, gira em torno do dinheiro e nw da saude publica

    se eles se preocupassem msmo com a saude eles iriam promover o e-cig ao inves de proibir

    nw interessa q o e-cig nw ajuda todos a parar com o habito, mas com certeza ele faz com q parem de FUMAR TABACO e eh usando o TABACO q as pessoas morrem, nw eh a nicotina q mata, a nicotina q vicia

    enfim…melhor usar a nicotina com meu e-cig do q me matar com TABACO e ainda de quebra dar parte da minha grana pro governo q alem de ganhar com isso nw se importa se pessoas morrem pelo uso do tabaco e ainda proibem oq podia ser a salvaçao de muitas pessoas q infelizmente nw vao ser capazes de abandonar o vicio

    fica ai a minha opniao e soh digo uma ultima coisa
    pessoas ( ainda mais no Brasil ) nw tem informaçao

    se informem pessoal e nw acreditem em td q vcs veem por ai ou mt menos no q o governo diz

    abraços a todos e boa sorte

  • Iuri

    Prezados (as), caso tenha interesse, tenho o cigarro eletronico disponível a pronta entrega. Para maiores esclarecimentos e compra, por favor, entrar em contato pelo e-mail iuri.gm@hotmail.com
    Fico no aguardo de vosso contato.

    Atenciosamente
    Iuri

  • http://rafaelabrant@hotmail.com maria rafaela coelho brant

    Não entende o pq.é proibido este cigarro pela anvisa acho que isto é para o governo gamhar mais os imposto, por isto eles falaram em proebir este cigarro, pelo que eu li acho que não faz mal nehum, e sim pela anvisa que faz mal, eles estão protegendo o governo.Eu estou fumando dele mas não trago este cigarro, pelo contrario é muito gostoso. Espero que vcs liberam este cigarro para o Brasil, assim vai diminuir o numero de doenças. ok. aguardo a resposta de vcs. ok. Rafaela

    • http://www.facebook.com/marina.garcia.927758 Marina Garcia

      comprei tambem e estou adorando

  • Ricardo Lopes

    Artigo mal escrito, faltou pesquisa. O cig eletronico não é proibido nos EUA, lá os estados têm autonomia jurídica, então vários estados permitiram a comercialização sim. Um país diferente, à frente do Brasil em que um governinho como PT reina em cima da ignorância do povo, este país está fadado ao fracasso assim que houver a próxima mudança de poder no mundo. Hoje ele é do BRIC, amanhã quem sabe? Então meus amigos, continuem votando no PT! acabem com o país de vez.

    • http://www.facebook.com/marina.garcia.927758 Marina Garcia

      falou pouco mas falou bonito

  • http://www.myglowcigs.com Cigarro Electrónico

    Acho que se preocupam muito com o cigarro electrónico e não tanto com o cigarro tradicional.

  • Renato

    Realmente o cigarro eletrônico não é de todo seguro, mas 1,4 mil vezes menos maléfico do que um cigarro normal e sem os efeitos nocivos provocados ao fumante passivo… bom, somente a industria fumageira iria querer essa proibição…

  • Djxacra

    simplesmente fantastico !!!! em poco tempo você não prescisa mais nem dele, ou simplesmente vai diminuindo o grau de toxinas até praticamente zerar os maleficios das tragadas, se forem barrar tudo que faz mal, o que seria da coca-cola, e do mc donalds, e da brahma, morro grande, e tudo que consumimos hoje em dia !!! nem aguá presta mais !!! isso é coisa de gente grande que trava o que puder para a noticia não espalhar e a “moda” não pegar, mas é por pouco tempo, pois os fabricantes também são gente mais grande ainda e hoje com a internet do jeito que está não tem como esconder por tanto tempo mais uma invenção tão revolucionária como essa !!!
    queria ver se fosse uma invenção da souza cruz !!!! garanto que tinha até em farmácia !!!

    • http://www.facebook.com/marina.garcia.927758 Marina Garcia

      com certesa eu comprei o cigarro eletronico e estou vendo muita diferença é muito bom

      • Ivan

        Prezados,

        Sou fumante compulsivo. Fumo a exatos 32 anos. Já fiz de tudo para para de fumar: Laser, Hipnose, Adesivos de nicotiva, Chicletes de nicotina, acumpultura e até eletrochoque leve (tratamento esperimental que simula um tipo de acumpultura). Nada adiantou.

        Fui para o tal program do Governo para te ajudar a parar de fumar. Recusei o programa por causa do uso abusivo e estúpido de remédio (o tal de ….. ) que inibe um neurotransmissor e a carga de antidepressivos que são passados pelos médicos do programa.

        O remedinho causa depedência e provoca convulsões com a possibilidade plauvísel de ocasionar alucinações e suicídio (por isto o antidepressivo vai junto).

        Vou usar sim o cigarro eletrônico, para para de fumar!

        Meu irmão esteve nos Estados Unidos e comprou para ele (também fumante complusivo de mais de 30 anos) o cigarro eletrônico. Ele já está a 180 (cento e oitenta) dias sem colocar um cigarro de papela na Boca. Sua saúde está excelente. Começou com18ml de nicotina e hoje fuma somente o vapor d´agua. Vou fazer o mesmo por mim.

        Agora, a ANVISA proibiu o cigarro eletrônico por um único motivo: Dinheiro!

        É que o Governo de nosso País arrecada R$42 bilhões de reais apena em impostos diretos sobre a venda do cigarro.

        Existem duas regiões do País, Cruz das Almas (BA) e Santa Cruz do Sul (RS) que vivem única e exclusivamente da Indústria do Fumo. São quase 2 milhões deempregos, entre diretos e indiretos e aqui vai para o Governo mais uma carga de impostos colossal, principalmente para a Previdencia Social (PIS< COFINS e CP do empregador e do empregado).

        Se o Governo realmente desejasse acabar com o fumo no Brasil, bastava PROIBIR sua comercialização.

        Li um estudo do Istituto Pasteur, de Paris, o maior centro de pesquisa de saúde no mundo, e as afirmativas são contrárias às que a ANVISA usou como justificativa para negar o registro do Cigarro Eletrônico aqui no Brasil.

  • Moema

    Caríssimos,
    Notei que muito se falou sobre as propriedades cancerígenas do cigarro tradicional em comparação com o e-cigarette, mas restou esquecido o principal ingrediente, comum a ambos: a nicotina, que é uma drogra psicoativa causadora de desordem mental.

    Ao que consta, a dosagem de nicotina no e-cig é 20 vezes maior do que no cigarro comum e é ela a causadora da dependência física e psíquica; a nicotina é uma droga tão devastadora, que ela reforça a dependência psíquica ao cigarro.

    Se a nicotina não estivesse presente na composição do cigarro, então o ato de fumar poderia ser considerado um hábito, de forma que a sua presença na química dos produtos derivados do tabaco torna esse ato num vício, que é muito difícil de curar e por ser um vício não depende da força de vontade do fumante para deixa-lo, pois o tabagista precisa de acompanhamento médico à base de medicamentos e terapia.

    A nicotina possui substâncias que provocam vasoconstrição,
    cujo efeito é o de  diminuir o calibre dos vasos sanguíneos e por isso elevam a pressão arterial,
    que leva à hipertensão e a diversos problemas cardiovasculares, como enfarte e
    tromboses.
    Os jovens são os mais suscetíveis à ação viciante da nicotina e se tornarão muito mais viciados na fase adulta do que um adulto que começou a fumar após a fase da adolescência.

    No Brasil, a engenhoca eletrônica está mesmo proibida e isso
    porque o “país da corrupção” seguiu a orientação da OMS-Organização
    Mundial de Saúde, afinal, o inventor chinês não informa quais produtos químicos
    compõem o “líquido mágico”, contudo, com o pouco que se sabe já dá para perceber que a
    versão eletrônica não é uma opção inteligente para quem quer deixar de fumar, afinal, como será possível
    deixar um vício por outro muito mais potente?
    O fumante jamais vai deixar de ser fumante, pois o e-cig, com o potencial de nicotina pura que possui, vai escravizar os fumantes no vício, muito mais do que o cigarro comum.
    Engana-se quem pensa que o vapor de nicotina é inofensivo,
    pois a ciência já demonstrou que a nicotina fica impregnada no ambiente, no ar,
    na roupa, na poeira; por isso não se recomenda que se fume nem em varandas, pois
    o ar carrega para dentro a fumaça contendo a nicotina.
    Segundo a OMS, cerca de dois bilhões de pessoas não fumantes
    inalam nicotina por estarem em ambientes fechados, convivendo com fumantes e por isso são acometidos por todo tipo de doenças causadas pela nicotina.
    Enfim, o
    maior número de fumantes no mundo está localizado nos países em
    desenvolvimento, como o Brasil, e cerca de 80% deles encontram-se nas classes menos favorecidas, por falta de acesso à informação.
    A internet é um espaço democrático que nos permite veicular informações e alertas importantes; os fumantes precisam do apoio de familiares e amigos, além do acompanhamento médico que abordei acima, para conseguir deixar de fumar definitivamente, não de um produto que vai mantê-los presos no vício para sempre.
    Cordialmente,
    Moema

    • MrCabana

      Cara Moema,

      Inicialmente, peço desculpas pela resposta que vou dar ao seu comentário que a meu ver, vem carregado de uma profunda ignorância sobre o tema abordado e que pode levar os leitores a uma percepção errada sobre os e-cigs.

      Em primeiro lugar, “a dosagem de nicotina no e-cig é 20 vezes maior”. Errado!!! A dosagem de nicotina no e-cig é regulada pelo usuário que pode optar entre os diferentes níveis da substância e até mesmo pela total AUSÊNCIA dela. Ela não é uma droga tão devastadora assim como você diz, aliás, dentre todas as substâncias nocivas que existem nos cigarros tradicionais, ela é responsável quase que unicamente pela dependência. Ou seja, os diversos efeitos adversos do cigarro comum são causados por todas as outras substâncias, principalmente o ALCATRÃO que por sua vez é AUSENTE em todo e qualquer e-cig.

      “Se a nicotina não estivesse presente na composição do cigarro, então o ato de fumar poderia ser considerado um hábito” ERRADO, DE NOVO!!!! como já foi dito, a nicotina é apenas UM dos agentes do cigarro e um dos menos nocivos à saúde. Por exemplo, a nicotina nem é cancerígena.

      Em sua afirmação de que a nicotina causa vício e que, sendo assim, não depende da força de vontade do fumante para deixá-lo, se fazendo nacessário o acompanhamento médico, concluo, mais uma vez, que o seu raciocínio é extremamente limitado. Você certamente desconhece casos e mais casos de ex-fumantes que apenas a sua força de vontade foi suficiente para abandonar o vício. Não estou dizendo que seja fácil, mas também SEI que o acompanhamento médico, apesar de aconselhável, não é um fator fundamental.

      O “inventor chinês não informa quais produtos químicos compõem o líquido mágico”. Repito, você está extremamente desinformada. O e-cig não é uma caixa preta de avião. Existem hoje vários e vários produtores de e-liquido sendo que os componentes utilizados são amplamente divulgados. São eles basicamente Propileno Glicol, Glicerina Vegetal, Álcool ou Água destilada e essências aromáticas, além da nicotina opcional. Sugiro que você procure na wikipedia sobre essas subistâncias e verá que, com excessão da nicotina, NENHUMA dessas substâncias oferencem riscos significativos à saúde. Ainda neste parágrafo do seu texto, a pergunta de “como será possível deixar um vício por outro mais potente?” é absolutamente ridícula. Os e-cigs não são “um vício mais potente”, muito pelo contrário, a sua recomendação de uso é para substituir o vício muito mais potente (leia-se, cigarros tradicionais), por um infinitamente menos nocivo, com teores controlados de nicotina, repito, único fator viciante do cigarro.

      “O fumante jamais vai deixar de ser fumante, pois o e-cig, com o potencial de nicotina pura que possui, vai escravizar os fumantes no vício, muito mais do que o cigarro comum.” De novo, profunda ignorância da sua parte. Os vapers (usuários de e-cig) serão beneficiados com a ausência de cerca de 4700 substâncias nocivas presentes no cigarro, os custos serão infinitamente menores, já que os e-cigs, pelo menos por enquanto, não são excessivamente sobre taxados pelo governo.

      Me espanto cada vez mais a cada parágrafo que você escreve. A impregnação do ambiente, do ar, da roupa, da poeira não advém exclusivamente da nicotina, mas da COMBUSTÃO oriunda apenas dos cigarros tradicionais. Nos e-cigs não há sequer combustão. Os tons amarelados nos dentes, nas cortinas, etc, não são provenientes da NICOTINA apenas, mas de todas as outras substâncias já anteriormente citadas. Vapers de e-cigs, ainda que usem nicotina, não ficarão com os dentes amarelados como os fumantes tradicionais.

      Nos dois últimos parágravos, você desfere a pedrada final e mais absurda, prova irrefutável da sua profunda ignorância e desconhecimento dos fatos. O fumo permeia a humanidade há milênios. Seu hábito remonta ao antigo Egito e aos índios nativos das américas. O consumo de cigarros, cachimbos e charutos alcança dos mais pobres dos indivíduos aos mais abastados. Do proletário aos fidalgos. Dos menos favorecidos aos intelectuais. Não sei de onde você tirou esses duvidosos 80% de usuários vindo de classes menos favorecidas. Eu já estive na europa, por exemplo, em países como a França, Inglaterra, Portugal e, sobretudo, a Alemanha e nota-se que a população desses países, ricos e bastados, fuma e fuma MUITO. Lá, onde o cigarro é muito caro, os fumantes recorrem a opções mais baratas com fumo obtido em saquinhos e é bastante comum ver pessoas nas ruas e nos bares fazendo seus próprios cigarros (muitas vezes sem filtro).

      Pelos motivos que esclareci aqui, solicito aos leitores que desconsiderem o comentário absolutamente absurdo da usuária Moema. Se você é fumante, vale a pena SIM substituir o cigarro “analógico” por um e-cig. Procure relatos em vários blogs no Brasil e, sobretudo, no exterior onde o seu uso é legal (EUA, Europa, Ásia, etc). Com um e-cig, você irá substituir 4700 substâncias nocivas ao seu organismo por apenas 1, a nicotina, e, ainda assim, SE você quiser, pois poderá vaporizar SEM NICOTINA.

      Grato pela atenção.

  • Pingback: URL

  • Fernanda

    Eu uso cigarro eletronico há dois anos e acho bem melhor que cigarro comum. Acho que os líquidos são a parte principal. Compro uns da Ismoke Brasil e nunca tive problemas. Me satisfazem na boa. São esses: http://ismoke.com.br/e-liquids/e-liquido-20ml-cigarro-eletronico/

    Se alguem tiver mais dicas, poste por favor. Vivo experimentando coisa novas.

  • Mr. Cabana

    Pelo que eu entendi, esse post foi colocado há mais de 3 anos e carrega um pouco do ceticismo inicial quanto ao comércio e consumo dos e-cigs.
    Só a título de informação, o que se inala com o e-cig pode variar MUITO. Eu, por exemplo fabrico meu próprio e-liquido com materiais encontrados em farmácias e muito mais baratos que 5 maços de cigarro. Ou seja, quem sabe fazer uma receita de bolo, sabe fazer um e-liquido, basta saber pesquisar.
    O próprio usuário controla o nível de nicotina a ser consumido, podendo reduzi-lo até a 0mg. E, para quem não sabe, a nicotina é o unico componente do cigarro (chamado agora de “analógico”) que realmente vicia e causa dependência. Todas as outras 4699 substâncias são tóxicas, cancerígenas e fazem muito mal à saúde. Resumindo, ainda que uma pessoa use bastante nicontina num e-cig é infinitamente melhor fazê-lo assim do que com cigarro convencional.
    Eu fumo desde os 14 anos e estou com quarenta. Há poucas semanas estou usando o e-cig e estou bastante satisfeito com os resultados. Costumava fumar cerca de 3 maços por dia (dos de baixissimo teor) e logo na fase inicial consegui reduzir pela metade, mesmo usando 0% de nicotina no e-cig. Hoje eu estou fumando cerca de 1/2 carteira por dia e os ganhos na saúde já são notáveis.
    Recomendo os e-cigs a todos os fumantes. Ignorem o que diz essa porcaria de agência, a ANVISA, que como todos os outros órgão públicos brasileiros são, no mínimo, ineficazes e corruptas. O governo brasileiro, por sua vez, foi bastante ágil para importar sansões ao uso do cigarro e punição dos fumantes, como a super taxação do produto e a sua proibição de uso em locais fechados, mas, por outro lado, a real atenção ao usuário, ficou de fora.
    Já que o governo se diz tão preocupado com a saúde das pessoas, por que não agilizar as pesquisas sobre os e-cigs. Vasculhei a internet de cabo a rabo e não encontrei um único comentário sequer que fosse desfavorável a sua utilização. E, já que se trata de Brasil, é muito mais fácil se conceber que há corrupção por trás disso do que a mera e pura e já conhecida leniência dos órgãos de poder.
    Amigos, COMPREM E USEM OS E-CIGS, ainda que seja ilegal do Brasil.

  • Amanda

    Nossa é bem difícil parar de fumar… eu to conseguindo ficar sem já faz 3 meses.. foram varias tentativas.. depois de comprar meu cigarro eletrônico o kit ego. Encontrei uma loja no Brasil que fornece e atende super bem estou adorando o resultado.. e o melhor é que eles também tem vários líquidos diferentes.. Para quem tenta parar sabe como é difícil.. Quem quiser pode ver no site deles tudo que tem.. to amando mesmo .. http://www.ismoke.com.br .
    E imagino que essa proibição seja para não afetar o lucro das indústrias de cigarro.. Pq pra mim o cigarro eletrônico esta sendo maravilhoso

  • FULANO 2014

    Na verdade não é falta de comprovação, digo isso , porque apesar de não gostar de produtos ching ling, mas foi o chines que salvou minha pele, pois não aguentava pagar cigarros toda semana para minha esposa, fora o cheiro fedido,que exalava, estava cansado, ate que sugeri comprar cigarro eletronico, não é que foi uma ótima ideia, e deu certo, minha esposa, substituiu tranquilamente o cigarro pelo o eletronico, e mais… ela mesma faz a recarga com o liquido, descobrimos como fazer o proprio e-liquid, sem nicotina..,maravilha, nao tem cheiro, nao prejudica a saude,e poupa meu bolso..

    A Anvisa proibiu não é bem por falta de comprovação,.mas sim, pelas altas taxas de impostos que a industria do tabagismo proporciona, claro ,evidente se for divulgado, simplesmente o cigarro eletronico acaba com a industria do cigarro aos poucos,com certeza,mta gente vai acabar substituindo..pela relação custo vs beneficio.

    Veja outro exemplo, porque a fiscalização fica de olho no contrabando do cigarro? porque nao paga imposto algum…simples matematica.

  • kleydyz

    a ANVISA tá foda. tenho duas encomendas parada lá, e com certeza irao devolver para o remetente. Eu fumei durante 25 anos. Há um ano estou nos eletronicos, mas esse país de merda não está permitindo a entrada desses eletronicos.

  • Amy

    o e-cigarro foi proibido como alternativa para parar de fumar, talvez como um remedio sei la .

    cecig.com

  • Newton Paes Barretto

    Usei durante 45 dias, mas, infelizmente meu e-cigar quebrou. Como ainda não havia iniciado o uso do líquido sem a nicotina acabei voltando a fumar muito rapidamente e com isso todos aqueles males oriundos do tabagismo. Acabei de receber um aparelho novo e desta vez só usarei o líquido sem a nicotina, pois, passei 45 dias exelentes, imagina sem nicotina.
    A composição do líquido é de 15 a 30 % de água (destilada) e 70% de propilenoglicol, gostaria de saber onde é que acharam que estas “substâncias” fazem mal.

  • Carolina Cysneiros

    Nossa,nao entendo.Fui fumante desde is 14 anos, Tenho 57,Durante este tempo nunca dexei um so dia o cigarro,tinha vontade de parar,mas nao conseguia,pensei q nao deixaria nunca.Conheci o cigarro-eletronico e parei.
    Me Sinto muito melhor,e gracas a Deus dexei 4.000 substancias toxicas fora do meu corpo.
    Ja Foi aprovado nos USA,e está bombando.Acho q aqui nao eh como no Brasil,quando eles aprovam algo e porq realmente eh eficiente.
    Faz uma semana fiz um checkup numa Clinica muito reconhecida dos USA,e o medico q me atendeu me parabenizou pela escolha.

  • Phidoma

    Moro na Europa, fumo cigarro eletrônico e sei que os fabricantes de qualidade vendem todo o estoque para redes de lojas. Na França por exemplo as lojas mais sérias vendem apenas líquidos fabricados no pais. Essa proibição brasileira serve antes de mais nada à favorecer as copias fabricadas especificamente para contrabando e sem o menor controle sanitário. O argumento de queda de receita fiscal para o estado é compensado com lucro pela queda de despesas em tratamentos contra o cancer pela saúde publica.

  • Marcelo Mortimer

    E obvio que o cigarro eletronico ira receber duras criticas e combate. O industria do cigarro (tabaco) e violentissima e fatura bilhoes e o e-cig e sem duvida uma ameaca. Falar em maleficios do cigarro eltronico e uma bobagem da cabeca de quem nao fuma tabaco e nao para nem com enfarte, pois quem fuma e nao para nem com enfarte, como eu, 20 cigarros por dia e fede a cigarro todo o ambiente, o carro, as roupas e o halito e o proprio corpo, so com isso ja justificaria a troca pelo e-cig. Sem falar no fumante passivo que engole junto com o fumante do tabaco toda fumaca expelida. O cigarro eletronico voce expele vapor e mesmo que tenha nicotina, e em percentagem infinatamente menor que o tabaco. Em relacao a saude nao podemos tambem esquecer dos dentes que o tabaco simplesmente arrasa com eles. O e-cig nao mancha os dentes. E o ponto mais importante: o custo e impostos, que nao sao interessantes nem para o fabricante do cigarro comum, nem para os governos. Eu moro na inglaterra, aqui um maco de cigarro custa em torno de R$ 30. Carissimo. Se fumo um maco por dia minha despesa mensal e de R$ 900,00 por mes. O cigarro eletronico custa em media com a bateria, carregador e um frasco de essencia R30. Esse frasco de essencia que ira produzir o vapor no sabor que voce preferir dura em media de cinco a sete dias para um fumante como eu de 20 cigarros/dia, e custa para repor R$ 13,00. Digamos que compre seis frascos de 10ml por mes, seriam R$78, ou seja, uma economia de R$ 822 por mes. Da pra acreditar? Da sim, aconteceu comigo. Eu parei com o cigarro comum; consegui depois de 40 anos fumando. Hoje nao fedo mais, minha roupa e cheirosa, meu halito melhor, ronco menos, nao incomodo as pessoas e meus filhos, nao poluo o ambiente, tusso menos, tenho uma prazer muito maior em fumar, consegui reduzir de 18 para 12mg a concentracao de nicotina e espero em algum tempo eliminar a nicotina por inteiro e so fumar as essencias aromatizadas. Ah!!! tem produto cancerigeno nas essencias?! Garanto que nem perto das 5 mil porcarias que engolimos com o tabaco, que e preparado para ser aditivo.

    Quanto a ser proibido no Brasil, nao e surpresa para mim. Nosso pais, infelizmente, nao respeita a vida humana e o governo fatura zilhoes com a industria do tabaco. O Brasil caminha na contra-mao do respeito ao ser humano, desde a escola a aposentadoria, assim nehuma surpresa. Viva o contrabando, outra de nossas instituicoes.

  • Claudio Bacildo

    A proibição só beneficia as industrias de cigarros e o governo picareta ladrão que leva 65% de lucro das vendas do desgraçado do cigarro! ANVISA, vcs fazem parte da corja que está enterrando esse país na lama.
    Quem usa o cigarro eletrônico para de fumar, só a ANVISA não sabe disso, como nesse país, quem manda nunca sabe de nada!

  • Vivi Sampa

    O cigarro eletrônico é proibido no Brasil
    porque os cabeças da ANVISA estão recebendo uma propina violenta das companhias
    de tabaco para não liberarem o aparelho vaporizador. já que a própria ANVISA
    encomendou uma pesquisa no instituto do câncer Roswell Park e Gerência Geral de
    Produtos Derivados do Tabaco da ANVISA comparando o cigarro comum com o
    eletrônico e a diferença é gritante. somente um exemplo comparativo: 1 cigarro
    comum possui em microgramas 52 partes de Formaldeído também utilizado em
    conservação de cadáveres e fertilizantes contra 5,6 referente a 15 tragos do
    cigarro eletrônico se o E-Liquid, liquido utilizado no eletrônico tiver
    nicotina. porque existe também o liquido com nicotina zero. o liquido é
    composto de glicerina vegetal também utilizado em companhias de alimentos. A
    ANVISA quer que morremos fumando tabaco com 4700 propriedades prejudiciais com
    impostos altíssimos ao invés de liberarem o eletrônico que é comprovadamente
    mais saudável nos USA e todos os países da Europa aonde se vende cigarros
    eletrônicos em Farmácias por se tratar de um substituto do maldito cigarro de
    tabaco. Em um País aonde se briga por R$ 0,20 centavos no transporte mas faz
    vista grossa para o mensalão, desfalque no Metrô, Petrobras, operação lava jato
    e muitos outros casos que nem ao menos aparecem na mídia, a ANVISA recebe sua
    propina gozando da nossa cara com esse povinho “quadradinho de 8″ que
    temos!

  • danielcortizo

    O CIGARRO ELETRONICO, ME FEZ PARAR DE FUMAR NA HORA, NÃO SINTO A VONTADE E ANSIEDADE QUE SENTIA COM O TABACO. APESAR DE PROIBIDO ACHO QUE O FUTURO É POR AHI. ENQUANTO ANVISA MATA AS PESSOAS APOIANDO O TABACO DA SOUZA CRUZ, PROIBE O ELETRÔNICO MATANDO O POVO COM TABACO ALCATRÃO E 200 SUBSTANCIAS TÓXICAS. ACHO MUITA HIPOCRESÍA PERMITIR FUMAR TABACO, E PROIBIR O ELETRONICO SE OS DOIS SAO PREJUDICIAIS NUNCA OUVÍ FALAR QUE ALGUEM MORREU PELO CONSUMO DO MESMO, QUANTO O CIGARRO DA SOUZA CRUZ MATA MAIS DE MIL PESSOAS POR ANO E TRAZ SEQUELAS PULMONARES A TODO FUMANTE E OS PASSIVOS QUE CONVIVEM. ESTE É O PAIS DO CONTRA SE FAZ BEM MAS NAO DÁ MUITO IMPOSTO SÓ CONTRA. HIPÓCRITAS! ANVISA COM TANTAS COISAS PRA SE PREOCUPAR VÃO ENCHER O SACO DO POBRE COITADO QUE ESTA TENTANDO PARAR DE FUMAR!

  • Otário Anonimous

    Cigarro comum pode. Eletrônico não. A Monsanto e a Souza Cruz não gostam de concorrência.

  • Dr. Junior

    A proibiçao do cigarro eletronico eh uma bobagem pois o produto nao contem nenhum tipo de substancia proibida alem de fazer menos mal que o cigarro, o vapor inalado nada mais e do que glicerina vegetal.

  • 100mascara

    Rídiculo! oque a OMS diz é que não há estudos sufientes para garantir que os e-liquidos são inofensivoss. Embora os cigarros eletronicos sejam comercializados há uns 30 anos ninguém se interessou em pesquisar seus efeitos…muito estranho! E quanto ao cigarro comun que comprovadamente tem várias substancias cancerígenas continua engordando o bolso fiscal de governos hipócritas. Ainda que não seja a solução ideal para alguém que quer se livrar do tabagismo, se mostra muito eficiente nesse sentido. Escutem as pessoas que tentaram se livrar dos maleficios do cigarro “permitido” com o cigarro eletrônico e verão muitas histórias de sucesso. Para quem não fuma e não liga pros problemas dos outros é fácil condenar e falar oque bem entende, e leis que proíbem o uso em lugares públicos cheio de gente egoísta e preconceituosa, é igualmente hipócrita, pois o fator nocivo da fumaça do cigarro comun não há no cigarro eletrônico e quem o usa, não o faz para criar interesses nas outras pessoas, mas sim tratar-se das terríveis consequencias do cigarro “permitido”.

  • OZIEL SANTOS

    SOUZA CRUZ AGRADEÇE

 
 
 
Powered by Hotcourses Brasil
 
ApostasOnline.com: Apostas de futebol nos campeonatos brasileiros e mundiais