POR Ruither Ferrão 6 ANOS ATRÁS
COMPARTILHE

por Ruither Ferrão
tecnologia@blogdacomunicacao.com.br

Enquanto as pessoas mal tinham acesso ao telefone fixo algumas décadas atrás a humanidade hoje desfruta de modernos aparelhos celulares que, além do charme, oferecem uma gama de operações que facilitam o dia-a-dia de todos.

Graças ao avanço tecnológico as pessoas se dão ao luxo de se comunicarem com o mundo através deste aparelho, independente de onde se encontram. Até mesmo de dentro de um avião, o que certamente seria classificado de utopia num passado não muito distante. No entanto, o uso do celular em aviões ainda não é permitido em todos os países. Segundo a BBC Brasil, uma nova legislação aprovada recentemente pela Comissão Europeia, autoriza o uso de celulares por passageiros de aviões que estejam sobrevoando todos os países da União Europeia. No caso de voos do Brasil para a Europa, o passageiro poderá se comunicar através do celular assim que o avião atingir o território europeu. Entretanto, é necessário que o avião esteja numa altitude de três mil metros. Além de efetuar ligações telefônicas, os passageiros poderão enviar e-mails e mensagens de texto enquanto o avião estiver no ar.

Ainda conforme a BBC Brasil, uma pesquisa elaborada pela Unctad (Conferência das Nações Unidas para Comércio e Desenvolvimento), aponta o Brasil em 81º lugar em uso de telefones celulares em um ranking de 190 países. Conforme a pesquisa, de cada 100 brasileiros, 53 são usuários de celulares. De acordo com a Unctad, em 2002 havia 34,8 milhões de aparelhos no Brasil e em 2006 o número saltou para 99,9 milhões. Ou seja, triplicou.

Mesmo ocupando uma boa posição entre os países envolvidos na pesquisa, o Brasil ainda está atrás de vários outros países da América Latina como Argentina (49°), Chile (54°), Uruguai (66°), Colômbia (69°) e Equador, que está em 70° lugar.

TAGS: , ,

12
COMENTÁRIOS
MAIS SOBRE Ruither Ferrão
nasceu em Abaeté, MG e mudou-se para Belo Horizonte ainda criança. Começou a trabalhar ainda na infância para ajudar a mãe no sustento da casa, uma vez que seu pai era doente e não podia trabalhar. Aos 40 anos, fez o vestibular na Estácio de Sá a título de curiosidade e passou. No 3° período do curso de jornalismo viu-se obrigado a interromper os estudos por problemas financeiros. No entanto, surgiu a oportunidade de inscrever-se no Pro-Uni e passou em primeiro lugar na prova de redação. Esta conquista lhe rendeu uma bolsa de estudos integral, com a qual conseguiu dar continuidade no curso. Atualmente é repórter free-lancer do Jornal Edição do Brasil, em Belo Horizonte e colunista do Blog da Comunicação.
CONFIRA TODOS OS POSTS DO AUTOR
  • Guilherme

    Hoje você compra um celular e meses depois ele já está fora do mercado. É impressionante como a indústria telefonica cresce de maneira veloz. Boa matéria Ruither, parabéns.

  • James Freitas

    Creio que ja tive uns 6 ou 7 aparelhos diferentes…o primeiro foi um Nokia tijolão..rs….da telesp celular….
    jesus..qto tempo….a evolução é gigantesca….

    belo texto

    abss

  • http://o-casablanca.blogspot.com/ dario

    é ne,o mundo todo com celular e eu no orelhão,democracia é isso.

  • http://coisas-que-nunca-direi.blogspot.com Lya Lopes

    Já tive 3 celulares. Muitas vezes é necessário, mas até hoje não entendo por que meus irmãos tem um. O bom é que reuni um monte de funções, já que crédito nunca tem…

  • Gilvan Marques

    As empresas de telefonia devem sair do “mundo urbano” e se dirigir ao interior do país. As visões precisam ser expandidas, afinal de contas a classe média está crescendo e a sua renda per capita aumentando. É claro que, para muitos brasileiros interioranos, ter um celular é supérfluo, mas o mercado do futuro está nessas regiões, distantes da modernidade. Falta incentivo.

    Observem: a tecnologia 3G já está sendo incentivada pelas operadoras sendo que, em muitos lugares, milhões de brasileiros ainda usam a TDMA — primórdia tecnologia.

    A maioria delas sequer oferece uma promoção a esses clientes afim de “obrigá-los” a mudar para a tecnologia GSM.
    No Rio, a Telecom Italia (TIM Brasil) oferece promoções a R$ 9,90. Já em São Paulo e no Rio Grande do Sul, onde a renda da população seria maior, a mesma promoção com a mesma quantidade de minutos e de SMS’s é oferecida por R$ 19,90. Isso é justo? Eu não acho!

    Agora, as operadoras querem entrar no mercado de TV por Assinatura — a atual legislação só as permite via satélite — e as TV’s abertas não podem entrar no mercado de telefonia!?

    Regalias e hipocrisias. Este é o país em que vivemos

  • http://allancampos.wordpress.com Allan Campos

    A tendência é o Brasil liderar em breve o mercado de consumo de celular. Atualmente, o nosso país é o segundo maior mercado de computadores, perdendo apenas para os Estados Unidos. A boa situação economica do Brasil possibilida isto. Estamos cada vez mais longe das utopias e mais perto do mundo tecnológico. Ainda bem.

  • http://allancampos.wordpress.com Allan Campos

    Correções

    Liderar*
    possibilita*

  • Mike

    Eu jamais quis ter um celular e, se hoje tenho, é por força da necessidade. Com ele se resolve tudo!

  • Julinho

    PARABÉNS PELO TEXTO MEU AMIGO! É…ESSA É UMA REALIDADE MUNDIAL E O MUNDO É A NOSSA CASA, AFINAL DISTÂNCIA NA TERRA JÁ NÃO EXISTE MAIS!!!

  • http://www.fotolog.com/melzinhafox Elisa

    O texto diz tudo ! Esse avanço tecnológico e o uso do celular pode facilitar muito o dia-a-dia das pessoas mais ainda sim trás muitos problemas ! O maior deles é a formação de uma sociedade mais consumista ou seja, quanto mais modelos são criados as pessoas sentem a nescessidade de adquirir novos aparelhos com suas novas ‘mil e uma’ utilidades ! Muitas vezes os celulares são vistos como ‘mal nescessários’ !
    Mais ainda sim não vejo nescessidade de adaptar o uso do celular em tranportes aéreos ! Isso induz mais as pessoas a enriquecerem as operadoras devido aos custos das mensagens e etc !
    Ah desculpa, eu empolguei ! rs
    Beijooos

  • Renato

    Rui, esta matéria serve para que nós possamos repensar o q realmente vale pena possui, e o que é necessário se ter. Com certeza celular hoje nos facilta em tudo, sendo um bem necessário.

    Parabéns pela matéria,

    Abraços

    Renato

  • Renato

    Correções

    *a pena
    *possuir

Você acompanha o horário eleitoral nas rádios e TVs?
 
 
 
Powered by Hotcourses Brasil
 
ApostasOnline.com: Apostas de futebol nos campeonatos brasileiros e mundiais