POR Isaque Criscuolo 4 ANOS ATRÁS
COMPARTILHE

por Isaque Criscuolo

politica@blogdacomunicacao.com.br

As eleições estão chegando. Você já decidiu o que vai fazer? Escolher um candidato com projetos interessantes, votar nulo ou branco?

Voto nulo e voto branco? Qual a diferença dos dois perante a lei?

Bom, o voto nulo era comumente utilizado por movimentos de esquerda, para protestar contra os políticos na época ditatorial. Nos tempos de repressão fazia mais sentido que tais protestos fossem feitos com o objetivo de anular as eleições, mesmo que nenhuma tenha sido anulada, já que os votos eram escritos em papel e mesmo que o candidato não existisse era “eleito”. Com as urnas eletrônicas, os votos não são computados como erros e não tem a mesma finalidade de antes.

Alguns movimentos de esquerda contemporâneos, pregam o voto nulo como maneira de anular as eleições, todavia mal sabem eles que na lei está escrito:
Segundo o Código Eleitoral, art. 224: “Se a nulidade atingir mais da metade dos votos do País nas eleições presidenciais, do Estado nas eleições federais e estaduais, ou do Município nas eleições municipais, julgar-se-ão prejudicadas as demais votações, e o Tribunal marcará dia para nova eleição dentro do prazo de 20 a 40 dias.”

Votos brancos e nulos não são contabilizados como votos válidos, por isso não afetam os resultados finais das eleições. Veja, por exemplo, o disposto no art. 77, § 2, CF : “será considerado eleito presidente o que tiver a maioria absoluta de votos, NÃO computados os EM BRANCO E OS NULOS”.

Como escolha consciente, os votos nulos e brancos podem até serem aceitos. Desta forma, o voto nulo indica que o eleitor não aprova nenhum dos candidatos, enquanto o branco indica a aprovação por todos, indiferente de quem seja eleito.

A melhor opção, então, é refletir sobre o destino de seu voto, que apesar de ser “democrático” é obrigatório e não pode ser jogado fora. É seu voto que pode mudar o rumo das eleições e, quem sabe, a política neste país mude. Vote consciente!

TAGS: , , , ,

19
COMENTÁRIOS
MAIS SOBRE Isaque Criscuolo
Isaque Criscuolo é estudante de Jornalismo, gosta de literatura fantástica e cinema.
CONFIRA TODOS OS POSTS DO AUTOR
  • http://sarapateldecoruja.blogspot.com/ Alcione

    Eu sempre voto nulo. Não confio em ninguém que se candidata, então não vou votar no menos pior.

  • http://www.visaopanoramica.com Arthurius Maximus

    O voto branco ou nulo favorece ao mau político. Ao baixar o coeficiente eleitoral, esses tipos de votos permitem que canddatos sem representatividade sejam eleitos com extrema facilidade.

    Um erro e uma omissão própria dos que não acompanham a política.

    • Rubens João

      Tah Arthurius Maximus,e todos vocês, maioria mediocre com essa retórica de subjulgados,eu me envergonho mais ainda de ver que tem brasileiros como vocês sem nenhum senso critico e acham que devemos cruzar os braços do que lutar para trazer outras opções no voto que não seja estas que estão aí e nunca fez o brasil mudar, porquê a única forma que nós temos para protestar contra essa classe política corrupta é o voto, aliás nós só vamos ter o poder verdadeiro do voto quando pudermos usar o voto contra eles mesmos, votando nulo.Do jeito que está, tanto faz se um ou outro ganhar, eles já fizeram a “barganha” entre eles, e nós seremos para sempre massa de manobra na qual seremos lembrados só na época da eleição.O certo é que temos o direito de ter o voto nulo como protesto, é um direito nosso ele ser valido para anular uma eleição e tirar desta os candidatos que nós não queremos mais no poder.
      É uma vergonha como se vê até juristas com opiniões tão contraditórias, o que revela que eles podem interpretar a legislação como eles bem entendem e nos empurrar goela abaixo como qualquer poder ditador abusa da força de suas atribuições tornando inválida até a constituição.Maus Brasileiros são estes antipatriotas.
      Não importa se voto nulo anula ou não as eleições. O fato é que em uma verdadeira democracia o poder emana do povo e quando o povo quer, pela manifestação da liberdade e da vontade popular que vier a ser exercido através do voto nulo, o poder do tribunal eleitoral que deve sua EXISTÊNCIA a favor da democracia e não da elite política, deve empreender esforços para a defesa dessa vontade, caso contrario é um tribunal corrupto. E os verdadeiros representantes do povo , nas cadeiras que integram as vagas dos políticos defender essa idéia que já é uma manifestação popular seria uma prova de idoneidade moral e nos daria mais poder e controle da classe política nos fazendo verdadeiros cidadãos. Não existe poder de voto nem cidadania, nem democracia se não existir mais alternativas para manifestação da vontade popular. Seriamos como gados ou seres digitais, como as maquininhas do TRE. Por isso, juridicamente falando, se o voto nulo anula ou não a eleição pouco importa, o que importa é que essa é a resposta que temos que dar a essa devassa classe política que assola nosso país. Será o precedente que precisamos para “expurgar” os inimigos da verdadeira democracia e o começo da luta para aprovarmos essa lei importantíssima que nos dará mais poder sobre uma classe política que tem sido uma verdadeira doença para o nosso país desde o começo da nossa história.

    • vivian

      não foi que eu li voto nulos não vai pra ninguem nem bom nem pro ruim

  • Guilherme Freitas

    Na última eleição votei nulo nos dois turnos pela primeira vez na minha vida. Depois de um tempo, me bateu um arrependimento, pois senti que não tinha “participado” da eleição. Hoje mudei meu conceito e não votarei mais em branco ou nulo. Vou escolher um político e votar nele. Não tem jeito, temos que confiar e eleger aqueles que poderão colaborar mais pela sociedade.

  • Henrique Fernandes

    Qual é o erro de votar nulo?

    Nenhum. É uma simples escolha consciente de que você não deseja nenhum dos referidos candidatos. Quem vota assim tem tanta responsabilidade e tantos direitos quanto qualquer outro. Além disso, é muito dificil crer que o voto nulo favoreça o mau politico. Afinal, vota-se nulo exatamente por isso, pela dificuldade em encontrar o bom político.

    • Gilberto Barreto

      A verdadeira democracia deve permitir a livre escolha, não só para votar mas também para não votar. Por que tenho o dever de votar em algum candidato que não aprovo a pretexto de ter que votar para mudar? Mudanças podem ser feitas também de baixo para cima, um exemplo disso é a lei ” FICHA LIMPA” pensam que somos ingênuos a ponto de acreditar que só se muda por meio do voto? No Brasil a política é o câncer da nação e os políticos os tumores.

  • http://13passosporvez.blogspot.com Lucas Dorado

    votar nulo também é uma posição politica, é falar ” não estou satisfeito com nenhum dos candidatos “, acho que qualquer um tem o direito de pensar assim.

    Falar que alguém joga seu voto no lixo por votar nulo, é o mesmo do que ter uma atitude opressora, e não democratica.

  • http://blog-do-lucho.blogspot.com Lucho

    Em 2006 votei nulo nos dois turnos para presidente. Foi a primeira vez que fiz isso. E não me arrependo.

    E sinceramente, com as opções (até agora) para presidente e governador de São Paulo, não vai me restar alternativa senão votar nulo novamente.

    Vamos para com essa lenga-lenga, com essa bobagem de falar que “voto nulo é coisa de alienado”, “voto nulo é coisa de bundão”, “votar nulo é jogar o voto no lixo” e etc.

    Na “democracia” brasileira o eleitor é obrigado a votar. Mas não é obrigado (pelo menos por enquanto) a escolher quem ele não aprova.

  • LAERCIO DE ALMEIDA

    Estou tao desacreditado com politico que neste ano não vou votar em ninguem, vou anular meu, e ainda mais vou fazer campanha para votar nulo, sendo assim vamos mostrar revolta contra estes politico de carreira que estão ai por anos.

    • Deni Peruci

      concordo com  vc,são todos ladrão esses políticos,tem que  ter passiata para ensinar o povo a votar nulo,e uma emenda que obrigue eles a doar o dinheiro que ganharem como polítco,

      • abilio leite

        concordo com  plenamente  com deniperuci esa tb e minha opinião

  • Emanuel Braga

    Para o conhecimento de todos!

    Tentei colher no site do Tribunal Superior Eleitoral e em fóruns pelas internets da vida a diferença (se é que ela existe) entre voto nulo e voto em branco e vi que o que existe, na verdade, é muito desencontro de informações, a meu ver, de forma proposital. No site, tem um carinha vestido de toga respondendo às questões de maneira bem parcial, chegando ao ponto de escrever:
    “Se você votar nulo poderá estar favorecendo a vitória de um candidato ruim, pelo abandono de sua oportunidade de escolher conscientemente o seu representante. A não participação no processo eleitoral poderá acarretar uma realidade política prejudicial a todos, blá, blá, blá, blá”.

    Mesmo que eu tenha esquecido um pouco o anarquismo juvenil devido às novas posições que fui conseguindo na sociedade, confesso que não vejo nenhuma falta de consciência no sujeito optar por votar nulo ou branco, insatisfeito que ele esteja com tanta falcatrua que existe por estas bandas. Muito pelo contrário, para o bem dizer da verdade. A pessoa, nesse caso, tá tomando uma posição tão longe, tão diferente, do “Maria vai com as outras” que ele está convicto mesmo, ele politizou o seu voto no sentido mais maquiavélico e sartreano possível e, portanto, é consciente do que quer fazer. Além disso, o sujeito pode discordar e tomar uma posição política contrária à tal da “democracia representativa”, por mais que este modelo esteja “por cima da carne seca”. Aliás, a gente deve sempre desconfiar do que anda sem crítica, na super hegemonia das idéias prontas. Ora, a democracia é um modelo social de um determinado período da Grécia Antiga, aplicado às cidades-estado (li num livro de História), bem menores e menos complexas que as sociedades nacionais atuais. Ou não? Agora, se grego disse que é bom, acaba virando coisa universal! Se comer merda fosse prática de grego antigo, estaríamos comendo merda em todo o Ocidente até os dias de hoje.

    É um absurdo não divulgarem nos meios de comunicação (geralmente, concessões públicas) como é que se faz o tal do “voto nulo”! Eles querem nos obrigar a escolher um representante e escondem as informações necessárias à iniciativa de tomarmos uma posição contrária. É coisa de fazer inveja à CIA e à antiga KGB! É segredo de Estado. A mídia, em sua maioria, compra muito bem a idéia da “democracia representativa” porque é nessa praia que ela deita, rola e se coça e se vicia.

    Se o voto nulo e o branco vão ser contabilizados, se não vão, se vão para o partido que tiver menos voto ou o que tiver mais, se o voto branco é menos anarquista, ou mais consciente, que o voto nulo, enfim, tudo isso não importa de fato. O que importa é o susto que essa máfia política tomaria ao checar números brutalmente negativos a todo o circo que eles vêm armando desde os tempos das guerras pela posse do fogo. Seria um baita susto, eles teriam que tomar alguma providência. A providência mais provável é, como sempre, a da teoria kafkiana da conspiração. Eles poderiam alterar os dados da urna eletrônica e dizer que, na verdade, uma minoria votou em voto nulo e branco. “Isso dá um rumance”, como diria meu saudoso avô. José Saramago escreveu algo aproximado no “Ensaio sobre a lucidez”?

    Por isso, deveríamos tomar partido pela liberdade de ir ou não ir às urnas, como acontece com a tribo dos ianques. Seria apenas afirmar o velho “ir e vir” cheio de mofos e fungos da carta magna de 1988. Porque aí sim, os caras, os candidatos, saberiam que houve uma vontade política anti-eleições (o hífen, salvem o hífen!), uma vontade de se auto-representar (não sei mais usar o hífen) e não de ser representado por alguém que é um tremendo de um filho dilma égua e ganha trezentas vezes o valor do ganha-pão (insisto no hífen) da maioria dos eleitores.

    Boas eleições!

  • Dimas M. da Silva

    Mais do que nunca , o pensamento de Bertold Brecht( O ANALFABETO POLITICO ) precisa ser difundido :

    ” O pior analfabeto é o analfabeto político .Ele não ouve, não fala e nem participa dos acontecimentos políticos . Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, … do aluguel , dependem de decisões políticas.”

    Penso que , os que votam em branco , se inserem como analfabetos poliicos .E, ” nunca ” assim agindo, teremos uma política capaz de mudar os rumos da nossa história . Certo que o caminho é longo . Mas acima de tudo, com certeza será gratificante !
    Anular o voto ,

  • Votonulosempre

     Visitem:

    http://www.votonulosempre.blogspot.com.br

    Leiam os posts, vejam os vídeos, comentem.

  • Marcos Borkowski

    Participe assinando e ajudando a divulgar a Petição Pública pela aceitação e reconhecimento do Voto Nulo em todos os pleitos eleitorais.
    http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2012N31136
    O TSE exige que o número do Título Eleitoral acompanhe a Petição, lembre aqui:
    http://www.tse.jus.br/eleitor/titulo-e-local-de-votacao/consulta-por-nome

  • Paulo Luiz Mendonça.

    Responsabilidade do nosso voto.

    Quando vamos ás urnas para eleger um
    candidato a qualquer cargo público, temos que levar em consideração as promessas
    de mudanças na política, mudanças estas que irão beneficiar a todos os
    brasileiros, não somente os das classes A, B ou C, pois todas as classes estão
    interligadas, uma não vive sem a outra, portanto todos os membros de uma nação sejam
    eles ricos, pobres ou classe média. De um modo ou de outro há uma ligação de
    dependência entre todos, só o socialismo falido não entende isso. Sem a classe
    rica, não há investimentos para a criação de empregos, sem a classe média não
    há um consumismo forte para sustentar e escoar a produção industrial, sem os pobres não há mão de obra para
    sustentar a nação como um todo. As realizações e o progresso dos seres humanos
    não podem avançar paralelamente devido a diferença intelectual e a diferença de
    esforço de cada um em particular.

    Paulo Luiz Mendonça.

  • Paulo Luiz Mendonça.

    Podemos reclamar de um mau governante?

    Depende da situação de cada um, todos
    aqueles que votaram corretamente, ou seja, votaram em qualquer um candidato,
    seja ele de qualquer partido, mesmo seu candidato tendo perdido as eleições estes cidadãos tem todo
    direito de reclamar contra os desmandos do governo, das corrupções, e do mau
    emprego do dinheiro arrecadado nos impostos. Todos aqueles que deixaram de
    votar por preguiça e aqueles que votaram em branco ou anularam seus votos,
    estes negativistas tem que ficar calados de boca fechada, não tem nenhum
    direito de fazer nenhum questionamento, mesmo vendo seu país afundar pelos
    erros de um mau governo.

    Paulo Luiz Mendonça.

  • vivian

    como vou votar se so tem corupto nesse pais não
    confio em ninguem

Você está satisfeito com o trabalho de quem você elegeu há quatro anos e foi eleito fez?
 
 
 
Powered by Hotcourses Brasil
 
ApostasOnline.com: Apostas de futebol nos campeonatos brasileiros e mundiais