POR Guilherme Freitas 2 ANOS ATRÁS
COMPARTILHE

por Guilherme Freitas
guilherme@blogdacomunicacao.com.br

De acordo com um estudo do Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat), a América Latina é a região mais desigual de todo o mundo. Como não poderia ser diferente, o Brasil é um dos países mais desiguais da região. O Brasil é o quarto da lista (atrás Guatemala, Honduras e Colômbia) e tem o Índice de Gini de 0,47. A escala do índice vai de 0 a 1 e quanto mais próximo de 1, mais desigual é o país. Isso não é nenhuma novidade para nós que vivemos aqui. Basta dar uma volta pela cidade de São Paulo, por exemplo, para ver a desigualdade social em qualquer lugar.

O estudo da ONU mostra que o Brasil melhorou nos últimos anos no campo social. Cerca de 12 milhões de pessoas deixaram o nível de pobreza absoluta entre 1999 e 2009 e subiram de patamar social. É a famosa classe C brasileira, de pessoas que hoje ostentam uma melhor condição social e financeira em relação as últimas décadas. Há cerca de 20 anos o Brasil vem crescendo e melhorando economicamente, porém, no campo social houve avanços, mas de forma muito mais tímida do que no campo da economia. Ainda há cerca de 14% da população vivendo em favelas e 15% sem nenhum saneamento básico em casa, fora a violência que aumenta a cada dia nas grandes capitais.

Uma foto clássica da desigualdade social no Brasil, favela e luxo lado a lado em São Paulo - Crédito: Tuca Vieira

Porém, vale lembrar um detalhe interessante que escreveu na Folha de S. Paulo o jornalista Clovis Rossi. “No Brasil, os mais ricos recebem do governo 13 vezes mais que a turma do Bolsa Família”. Infelizmente é a dura verdade. O pobre no Brasil é pobre em tudo: no dinheiro e no conhecimento. O pobre no Brasil se contenta com pouco. Hoje, se ele tem dinheiro para comprar eletrônicos e eletrodomésticos, que era um luxo no passado, ele esta feliz e dá de ombros para o resto. O pobre no Brasil é facilmente manipulado por políticos populistas, sejam os esquerdistas adeptos do lulismo ou os direitistas que aplicam o coronelismo como os clãs Sarney e Magalhães no Norte e Nordeste do país.

Nem Copa do Mundo ou Olimpíada darão jeito nesta triste situação. Enquanto essa política de exploração persistir, o Brasil vai continuar sendo um dos lugares mais cruéis e desiguais do planeta.

TAGS: , , , ,

9
COMENTÁRIOS
MAIS SOBRE Guilherme Freitas
Nasceu em São Paulo, no dia 5 de fevereiro de 1986, é jornalista formado pela UniFIAMFAAM, pós-graduado em Globalização e Cultura pela FESPSP e mestrando em Estudos Culturais pela USP, apaixonado por esportes, globalização e geopolítica, além de ser vegetariano desde os quatro anos. Trabalhou para as Organização das Nações Unidas em Nova York, é correspondente de imprensa da FINA (Federação Internacional de Natação) no Brasil e jornalista na revista Swim Channel.
CONFIRA TODOS OS POSTS DO AUTOR
  • http://ramanavimana.blogspot.com/ Almir Ferreira

    O que mais me deixou indignado na sua ótima matéria, é que os cidadãos da classe média baixa reclamam do Bolsa Família, mas não reclamam que o governo dá aos ricos 13 vezes mais do que aos pobres.

    Esse novo povo precisa acordar e lutar pelo que é seu.

    Grande postagem, parabéns.

    Almir Ferreira
    Rama na Vimana

  • http://www.facebook.com/people/William-Haddad/1222322920 William Haddad

    simples isso se chama……CURRAL DE VOTOS.

  • JUSTO VERÍSSIMO

    EU QUERO MAIS É QUE O POBRE SE EXPLOOODA!

    • jv

      se exploda vc

  • Joao Daniel

    bom post !

  • Aline Santos

    Precisamos mudar essa situação, lutar por nossos direitos e fazer acontecer! Não podemos ficar de braços cruzados!

    • Jorgealab

      ” O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem caráter, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons.” Martin Luther King

  • Pingback: BRASIL: ETERNA DESIGUALDADE SOCIAL » Política » Blog da … | Veja, Brasil

  • Celso Valério

    Sobre a enquete quero votar também, tem muitos tiozinhos por aqui inclusive eu, que vivemos driblando a situação, sem saúde, se é que ganha uma merreca pra massar o mês. Somos artistas jogados no lixo da desigualdade social!

 
 
 
Powered by Hotcourses Brasil
 
ApostasOnline.com: Apostas de futebol nos campeonatos brasileiros e mundiais