POR Ant Lima 3 MESES ATRÁS
COMPARTILHE

por Ant Lima
entretenimento@blogdacomunicacao.com.br

Oi gente!

Quem é ligado nos lançamentos musicais já sabe que a maior onda entre os músicos agora é lançar musica com o tema copa do mundo de 2014. Se não está por dentro do assunto, está no lugar certo para se atualizar!

No começo do ano eu dei uma nota aqui mesmo no BGC, apresentando a demo da musica oficial da copa, o som se chama “We Are One (Ole – Ola)” interpretada pelo Rapper PitBull, J-Lo e por Claudia Leitte,  para relembrar clique aqui. A agora vou apresentar outras opções, e olha que este ano os cantores nacionais ou internacionais capricharam no repertório e ficou até difícil escolher o melhor som para entrar no clima!

Já de cara, ouçam a musica oficial da FIFA 2014, polêmica como nunca, até rolou uma galera criticando cruelmente a Claudia Leitte, mas deixa baixo, o hit é sugestivo certo? Então o tema é o seguinte; agora somos um só! E é o que diz no refrão chiclete da musica “Mostre ao mundo que somos um” confira:

Imagem de Amostra do You Tube

E para uma resposta à altura, Shakira bateu um bolão e também emplacou sua musica especial para a copa nas primeiras posições do ranking, o pessoal está até comentando que a musica detonou com a oficial em todos os sentidos, além da musica intitulada “La La La (Brazil 2014)” trazer uma letra bacana, uma batida pra lá de dançante, um talento brasileiro é divulgado, pois a musica tem a parceria de Carlinhos Brown, bacana né? E para mostrar que pode, a cantora reuniu jogadores de peso como Neymar, Piqué e Messi para dar ares da graça no clipe. Assista aqui o goláço de Shakira!

Imagem de Amostra do You Tube

Outro cantor internacional que arrasta um bonde pelo Brasil lançou um hit bem bacana para a FIFA 2014, Ricky Martin lançou “Vida”, e foi o maior falatório que esta seria a musica oficial, mas por fim, não era ( claro ). Confira agora!

Imagem de Amostra do You Tube

O Brasil também está representando muito bem, e bota bem nisso, com musicas para a copa, a Coca-Cola saiu na frente mais uma vez e reuniu Gaby Amarantos, Monobloco e David Correy para cantar “É a Copa de Todo Mundo” impossível não entrar no clima e sentir os sangue patriota nas veias:

Imagem de Amostra do You Tube

E quem não é nada bobo é o Mc Guimé que aproveitou o clima de copa e lançou uma musica bem verde e amarelo, emplacou o hit em boas posições nas rádios do país todo, ouça e assista “País do Futebol” que tem parceria de Emicida :

Imagem de Amostra do You Tube

Sabe aquelas musicas que conseguem te emocionar de alguma forma, seja pela letra, pela voz dos intérpretes ou por um refrão de peso? O Itaú conseguiu reunir todos os fatores citados na musica promocional “Mostra tua força Brasil” que reuniu a talentosíssima Fernanda Takai e Paulo Miklos para emocionar e motivar a torcida verde-amarelo neste ano! Diga-se de passagem que é a minha preferida.

Imagem de Amostra do You Tube

E para finalizar o repertório, a Fiat está fazendo a galera cantar” Nossa festa é na rua” junto com Negra Li e Herbert Viana ( Da banda Os paralamas do sucesso). E tem dado resultado por aque a galera toda já está com os versos na ponta da língua, confira aqui o dueto:

Imagem de Amostra do You Tube

Musica boa é que não vai faltar nesta copa ão é? Se no campo nosso time preferido falhar, pelo menos nos palcos temos incríveis atacantes, talentosos jogadores, técnicos competentes e esses e outros lançamentos estão fazendo o maior jogão! Só esperar até o final da copa e saber qual foi o maior hit, quem será o artista que vai marcar mais gols?

TAGS: , , , , , , ,

3 COMENTÁRIOS
POR Maíra Masiero 3 MESES ATRÁS
COMPARTILHE

por Maíra Masiero
entretenimento@blogdacomunicacao.com.br

Quando chega o ano de uma Copa do Mundo de futebol, o mundo gira normalmente em grande parte dos países que não são considerados favoritos (ou amantes) desta prática esportiva. O que acontece em solo brasileiro é o inverso: quase que como num “Big Brother”, a comissão técnica e os jogadores são vigiados e seguidos por muitos, principalmente pela imprensa.

E o que dizer quando a Copa é realizada no Brasil, após um hiato de 64 anos? Mesmo com os protestos e com a indignação de muitos sobre o legado que o Mundial não trará para esferas importantes brasileiras (saúde, segurança, transportes, educação, dentre outros), o ano de 2014 já começou com a indicativa de que, sim, vai ter Copa. Assim, ela já começou para os veículos de comunicação, principalmente àqueles que vão transmitir este momento histórico para o Brasil: os times esportivos já estão em campo, começando o aquecimento de suas coberturas.

Os “times” da Globo e da Bandeirantes, como são os dois únicos canais abertos a transmitirem os jogos, possuem mais atrativos para os telespectadores e, provavelmente, ficarão na dianteira da audiência (antes), durante (e após) as partidas, com uma escalação quase que integral de locutores, repórteres e equipes técnicas, treinadas constantemente para realizar o melhor trabalho para os que virão a Copa pela televisão.

Porém, assim como o Brasil de 1998 perdeu uma de suas principais estrelas momentos antes da final contra a França, anfitriã e campeã daquele torneio, a seleção esportiva brasileira (de forma especial, a televisiva) perdeu, em pouco mais de um mês, dois craques da narração. E não foram apenas por contusões ou desmaios: foi o coração que fez Luciano do Valle (em 19 de abril), narrador principal da Bandeirantes, e Maurício Torres (em 31 de maio), narrador e apresentador esportivo da Rede Record, calarem suas vozes para sempre.

Maurício Torres e Luciano do Valle, narradores esportivos que faleceram em 2014 – Crédito: Blog do Terceiro Tempo

Com dois narradores de destaque sem a oportunidade de transmitir ou, no caso de Maurício, cobrir a Copa no chamado país do futebol, o cenário esportivo brasileiro estará mais pobre para mostrar ao mundo, a partir do próximo dia 12, as melhores seleções em ação. Já é, assim, o primeiro derrotado, em campo, da Copa de 2014.

TAGS: , , , , ,

01 COMENTÁRIO
POR Erik Rodrigues 3 MESES ATRÁS
COMPARTILHE

por Erik Rodrigues
esportes@blogdacomunicacao.com.br

PRÉ-COPA
Apesar da evolução nos últimos Mundiais (especialmente com a conquista do inédito quarto lugar na Copa de 2002), a Coreia do Sul não se classificou de forma tranquila como nas edições anteriores. Os “tigres” ficaram em segundo lugar no grupo A das eliminatórias asiáticas, mas garantiram a vaga por terem maior saldo de gols que o Uzbequistão.

A seleção coreana sonha com uma vaga nas oitavas – Crédito: Divulgação

O TIME
A equipe é bem organizada defensivamente e baseia seu jogo na troca de passes e no contra-ataque. Quando o meia-atacante Son Heung-Min, do Bayer Leverkusen, se junta aos dois atacantes, as duas linhas de quatro dão lugar a um 4-3-3. Disciplina tática, obediência à estratégia de jogo, recomposição defensiva, bom preparo físico e execução da troca de passes são as principais características da equipe do técnico Hong Myong-Bo. Mas não há um jogador que possa definir as partidas na base da individualidade.

Time base: Jun Sung-Ryong; Yoon Suk-Young, Hong Jeong-Ho, Kwak Tae-Hwi e Kim Shang-Su; Park Jong-Woo, Ki Sun-Yueng e Kim Bo-Kyung; Son Heung-Min, Kim Shin-Wook e Lee Keun-Ho. Técnico: Hong Myung-Bo.

O jovem Son-Heung Min é a esperança dos coreanos – Crédito: Chung Sung-Jun/Getty Images

DESTAQUE
Son-Heung Min, meia-atacante do Bayer Leverkusen da Alemanha, é o cérebro do time. O jovem de 21 anos é rápido e habilidoso, o que o torna referência nas jogadas de ataque.

EXPECTATIVA
Os sul-coreanos são a terceira forca do grupo H. Podem atrapalhar a vida de Bélgica e Rússia, caso consigam um bom resultado logo na estreia contra os russos. Apesar da evolução evidente na qualidade do futebol, a Coreia do Sul ainda não está pronta para enfrentar as grandes potências nas fases decisivas e deve apenas participar da primeira fase da Copa de 2014.

RAIO-X
Clique na imagem para ampliar.

TAGS: , , , ,

0 COMENTÁRIOS
POR Colaboradores Especiais 3 MESES ATRÁS
COMPARTILHE

por Monique Rodrigues *
convidados@blogdacomunicacao.com.br

Nos últimos anos os temas ambientais ganharam um grande destaque por conta das constatações científicas em torno das mudanças climáticas. Por todo mundo, muitas entidades ambientais levantam suas vozes para a urgência causada, principalmente, pelo rápido aquecimento do mundo, fato que no último verão o Brasil percebeu com temperaturas em torno dos 45° C. Recentemente o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) divulgou um relatório que denomina o atual cenário em três pontos: Impactos, Adaptação e Vulnerabilidade, identificando danos, riscos futuros e oportunidades eficazes para redução desses problemas em um mundo em constante transformação.

O IPCC é um órgão estabelecido pela Organização Meteorológica Mundial e o Programa das Nações Unidas pelo Meio Ambiente com a responsabilidade de avaliar as mudanças climáticas, assim como as medidas e soluções possíveis. O atual relatório identifica pessoas, indústrias e ecossistemas vulneráveis colocando a falta de preparação como problema principal, ou seja, as mudanças climáticas exige que as pessoas estejam melhores informadas para a reversão de alguns desses problemas. Outra confirmação do relatório é que a agricultura, os ecossistemas e o abastecimento de água, sofreram grande impacto reverberando na saúde humana, isso porque esses três aspectos são pilares para a manutenção vida.

Em declaração ao site da ONU, o presidente do IPCC, Rajendra K. Pachauri, disse que “o mundo tem que levar a sério este relatório, porque há implicações com a segurança do abastecimento de alimentos, os impactos de eventos extremos na morbidade e mortalidade, impactos graves e irreversíveis sobre espécies e um risco de cruzar vários pontos de ruptura por causa do aumento da temperatura”, ressaltando a necessidade de ações representativas e atuantes no cotidiano das cidades. Essas ações são importantes em aspectos urgentes, amenizando alguns problemas como a atual crise da água, que embora diversos governantes neguem a existência, muitos especialistas afirmam que é uma verdade inquestionável, e as ações à longo prazo, como os projetos de reflorestamento que as metrópoles estão ganhando, tornando lugares alternativos mais verdes, ajudando a diminuir o efeito dos gases poluentes.

Mosaico com imagens sobre as mudanças climáticas no planeta – Crédito: Reprodução

Contando com análises de 390 pessoas de 70 países, esse documento pontua o que já percebemos em torno do atual estado do mundo, a população que está marginalizada sofrerá mais drasticamente com os impactos ambientais, pois está mais exposta a riscos de todas as esferas, como por exemplo, as diversas doenças, que a cada dia surge mais e mais patologias oriundas dos novos modos de vida. Outra característica que o estudo ressalta é que os impactos estão acontecendo dos trópicos para os pólos, de pequenas ilhas a grandes continentes, e dos países mais ricos aos mais pobres. O co-presidente do grupo de trabalho do projeto Vicente Barros, na mesma reportagem no site da ONU, declarou que “em muitos casos, não estamos preparados para os riscos relacionados com o clima que já enfrentamos. Os investimentos em uma melhor preparação podem ter dividendos, tanto para o presente quanto para o futuro.”

Esse futuro será construído, de acordo com a capacidade de adaptação que o ser humano necessita criar, é mais do que urgente que repensemos os nossos hábitos alimentares e cotidianos, as mudanças climáticas que estão afetando o planeta é reflexo da falta de cuidado com o espaço comum que habitamos, entretanto atualmente existem inúmeras ações que podemos e devemos adotar para diminuir os impactos ao meio ambiente. Escolher a bicicleta, separar e destinar corretamente o lixo, adotar alimentos orgânicos, produtos de empresas comprometidas com o meio ambiente, ter um jardim, uma horta e principalmente conhecer os representantes públicos que atuam na sustentabilidade do seu lugar é parte da responsabilidade de todos nós.

O site ecodesenvolvimento publicou uma matéria sobre as plantas que atuam fortemente nas mudanças climáticas, por serem plantas que tem uma grande capacidade de adaptação, tolerantes à escassez de água e temperaturas elevadas, leia aqui a matéria completa e comece agora seu espaço verde contribuindo para a renovação ambiental.

Veja aqui um pequeno vídeo sobre o assunto:

Imagem de Amostra do You Tube

* Monique Rodrigues é diretora de arte e pesquisadora dos temas voltados ao meio ambiente

TAGS: , , , , ,

0 COMENTÁRIOS
POR Erik Rodrigues 3 MESES ATRÁS
COMPARTILHE

por Erik Rodrigues
esportes@blogdacomunicacao.com.br

PRÉ-COPA
A seleção russa se classificou com facilidade para o Mundial de 2014, superando Portugal no grupo 5 das eliminatórias europeias. O experiente técnico Fábio Capello (um dos principais da Europa) assumiu a equipe em julho de 2012 e renovou o elenco, descobriu novos jogadores e transformou a Rússia em um time compacto e competitivo.

A seleção russa busca superar os belgas na primeira fase – Crédito: Divulgação

O TIME
Capello formou uma seleção experiente, com vários jogadores que se acostumaram a disputar competições europeias pelo Zenit e pelo CSKA. O goleiro Akinfeev é bom, mas já inspirou mais confiança. A defesa é muito forte fisicamente e segura. O meio-campo sofre um pouco para criar. E o ataque vem dando conta do recado com o artilheiro Kezhakov, que está a três gols de se tornar o maior artilheiro da seleção russa. Sem dúvida, a Rússia vai brigar com a Bélgica pelo primeiro lugar no grupo H.

Time-base: Akinfeev; Koslov, Vasili Berezutsky, Ignashevich e Kombarov; Shirokov, Glushakov, Fayzulin e Dzagoev; Kokorin e Kerzhakov. Técnico: Fábio Capello.

Roman Shirokov, líder e craque russo – Crédito: Divulgação

DESTAQUE
Roman Shirokov, volante do Zenit St. Petersburgo é o cara. As principais jogadas começam por ele. Tem excelente qualidade no passe e é capitão e um dos principais jogadores da equipe.

EXPECTATIVA
Depois de ficar de fora das Copas de 2006 e 2010, a Rússia já deveria estar feliz por vir ao Brasil. Mas o time montado por Fábio Capello ganhou corpo e não vai se contentar em apenas participar da competição. Chegar na segunda fase é o mínimo que se espera dos russos, uma vez que tiveram a sorte de cair em um grupo confortável. No entanto, deve parar por aí, pois enfrenta os classificados do grupo G, que conta com Alemanha e Portugal entre os favoritos.

RAIO-X
Clique na imagem para ampliar.

TAGS: , , , ,

0 COMENTÁRIOS
POR Colaboradores Especiais 3 MESES ATRÁS
COMPARTILHE

Ocorre neste sábado, dia 7 de junho, na cidade de São Paulo o curso “Comunicação interpessoal e técnicas de apresentação”, promovido pela Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje). A aula terá dois instrutores: a fonoaudióloga e especialista em voz Leny Kyrillos e o jornalista e radialista  Milton Jung. Esse curso terá como objetivo debater e fornecer ferramentas para que os alunos melhorarem sua comunicação e é indicado para os interessados em trabalhar com rádio e televisão, pois haverá muito trabalho para aperfeiçoar a voz. O evento acontece no Espaço Aberje Sumaré, localizado na Rua Amália de Noronha, nº 151, 6º andar, das 9h às 18h. Para mais informações veja a programação de todo o curso, clicando aqui.

A Aberje foi criada em 1967 e é uma organização profissional e científica, sem fins lucrativos, que tem como principal propósito discutir e promover a comunicação organizacional. Seu âmbito de atuação está centrado na informação, na comunicação e no relacionamento. Os principais campos de trabalho são o advocacy, a educação, a economia criativa, a gestão do conhecimento, a inteligência da comunicação, o networking e o reconhecimento.

O Blog da Comunicação agora faz parte da comunidade “Blog parceiro Aberje”. Iremos aqui na nossa página publicar informações sobre os cursos, eventos, publicações e ações especiais da entidade para repassar a você caro leitor.

TAGS: , , , ,

0 COMENTÁRIOS
 
 
 
Powered by Hotcourses Brasil
 
ApostasOnline.com: Apostas de futebol nos campeonatos brasileiros e mundiais